Douro Valley - Voltar ao Início
InglêsCastellano

Azeite

Nem só de vinho se faz uma terra fértil como o Douro. O azeite é uma importante fonte de rendimento da região, sendo apreciado não só em Portugal, mas também a nível internacional. Com um sabor único e benefícios para a saúde é um dos ingredientes essenciais na gastronomia regional.

Azeitonas na árvore, durante no final do mês de Dezembro | © Melanie AntunesAzeitonas em barricas, após serem retiradas das árvores | © Melanie AntunesAzeitonas que caiem sobre o toldo após serem colhidas | © Melanie AntunesHomem transporta barrica de azeitonas | © Melanie AntunesHomem a apanhar azeitonas que cairam no toldo | © Melanie Antunes

Sugestões
Veja Pontos de Interesse relacionados:
Produtos Regionais

Os extensos olivais que se estendem pelos montes e vales durienses, erguendo-se para além dos vinhedos que imperam nos socalcos, são fonte de um dos alimentos mais preciosos da região. O azeite integra a maioria das refeições confecionadas no Douro, não só os pratos principais, mas também algumas sobremesas.

As oliveiras sepultadas em terras xistosas beneficiam do clima da região, dando origem a azeites consistentes, com cores escuras e aromas intensos, embora os Virgens e Extra Virgens sejam delicados, contendo uma acidez de apenas 0,2 graus. Uma grande parte dos azeites produzidos na região é para consumo próprio, tendo os consumidores particulares o hábito de oferecer azeite, e outras iguarias regionais, a familiares e amigos que os visitem. A colheita da azeitona é feita durante os meses de dezembro e janeiro, estando sujeita a interrupções e adiamentos, devido às condições climáticas adversas, típicas desses meses.

Na “apanha da azeitona” estendem-se toldos em volta do tronco da oliveira, para onde o fruto irá cair. Os homens trepam as oliveiras e com uma vara batem nos ramos das árvores, exercendo uma força suficiente para fazer cair as azeitonas. Após caírem para o toldo, as azeitonas são despejadas em barricas, sendo depois encaminhadas para a erguedeira, máquina que separa o fruto das folhas. As azeitonas são levadas para lagares da região onde o azeite é produzido de forma tradicional. No final deste processo o azeite está pronto para servir à mesa. O azeite deve ser consumido até dois anos após a sua confeção.

O azeite é um alimento que comporta grandes benefícios para a saúde, uma vez que contribui para a redução de lipoproteína de baixa densidade (mau colesterol) no organismo. Como é uma gordura monoinsaturada, o azeite não se transforma em colesterol, quando ingerido, reduzindo o risco de enfartes ou acidentes vasculares cerebrais. Além disso, o azeite reduz a formação de radicais livres que são responsáveis pelo envelhecimento e doenças degenerativas como o cancro.

Para conhecer o Douro devidamente, deve-se explorar a fundo a gastronomia regional, que apesar de ser servida em grandes quantidades é extremamente saudável, devido à utilização de alimentos como o azeite. A Rota do Azeite é uma das formas de facilitar esse conhecimento, pois engloba os doze concelhos, da região do Douro, todos eles grandes produtores de azeite.

Clique para Maximizar

abrir mapa

Fechar
A minha Viagem
Filtro de Conteúdos
© Douro Valley 2011 | Todos os direitos reservados