Douro Valley - Voltar ao Início
InglêsCastellano
InícioGeralAtrativosBio e geodiversidade

Bio e Geodiversidade

Esta terra de encantos e recantos esconde belezas naturais inigualáveis. Albergue de animais em vias de extinção a região do Douro é dos locais mais ricos em fauna e flora de todo o país.

Cegonha-branca (Ciconia ciconia) | © Turismo do DouroBufo-real (Bubo bubo) | © Concurso Douromedia 2010Uma borboleta pousada numa folha | © Melanie AntunesBurro fotografado em Miranda do Douro | © Turismo do DouroÁguia-real (Aquila chrysaetos) | © Turismo do DouroCurso de água que desce a montanha em direcção ao rio Távora | © Melanie AntunesPormenor sobre um insecto comum no Douro | © Concurso Douromedia 2010Curso de água que desce a montanha em direcção ao rio Távora | © Melanie AntunesRebanho de ovelhas | © Museu do DouroFalésia sobre o vale do rio Távora com escadas para subir até a um Miradouro | © Melanie AntunesNinhos de andorinhas feitos na entrada de uma casa | © Concurso Douromedia 2010Um caracol | © Museu do DouroCogumelos silvestres | © Emanuel Rocha

Sugestões
Veja Pontos de Interesse relacionados:
Recursos Naturais, Parques

Desde mamíferos a répteis, o leque de animais que apenas existem nesta região é vasto. O lobo-ibérico é o espécimen que mais se destaca, podendo encontrar-se em vários parques, como no Parque Natural do Alvão, ou no Parque Natural do Douro Internacional. O corço, o gato-bravo, o rato de Cabrera e o javali são outros mamíferos que se podem encontrar na região. Nos túneis e minas abandonadas é ainda possível encontrar colónias de morcegos cavernícolas.

As aves de rapina são abundantes na região. A cegonha-preta, o abutre do Egito, a águia-real, o grifo, o açor e o milhafre-real são apenas algumas das aves que se podem encontrar no Parque Natural do Douro Internacional. Neste local existem também répteis em vias de extinção com o cágado-de-carapaça-estriada e a víbora-cornuda.

As águas são dominadas por peixes como a panjorca, o bardo-comum, a boga do Norte e o Escalo do Norte, que partilham o seu habitat com a toupeira-de-água, que persiste no Parque Natural do Alvão, entre outros locais, e com a lontra, presente em região.

Estes animais dependem não só da proteção humana, mas também do rico ecossistema onde vivem. A abundância de vegetação, a elevada qualidade da água e a grande variedade de frutas disponíveis com diferentes épocas de colheita oferecem uma excelente qualidade de vida a estas espécies, cuja sobrevivência pode apenas ser ameaçada pela atividade humana.

O Douro é uma terra de contraste, algo que se apercebe ao avistar os montes, os vales e as planícies que criam uma morfologia tão diversificada. As montanhas rochosas contêm menos vegetação e mais rasteira e temperaturas mais baixas, estando mais sujeitas a ventos fortes e à queda de neve. À medida que nos aproximamos do vale, e que as temperaturas aumentam, a vegetação vai ficando mais densa.

A região do Douro é rica em xisto, tipo de rocha utilizado na construção de muros que suportam os patamares onde se encontram as vinhas, que servem para evitar a erosão dos solos. No entanto, surgem por vezes enclaves e floramentos graníticos, criando margens escarpadas que chegam a atingir mais de cem metros de altura.

Clique para Maximizar

abrir mapa

Fechar
A minha Viagem
Filtro de Conteúdos
© Douro Valley 2011 | Todos os direitos reservados